bunny, ivan and kotetsu

A dupla dinâmica Barnaby e Kotetsu, mais o “papagaio-de-pirata” Ivan…

Acho que eu sou apenas uma entre muitos que foram surpreendidos por este anime. Vi um número enorme de comentários, tanto de fãs brasileiros quanto de outros países que diziam a mesma coisa: “quando vi o título e a sinopse achei que fosse uma droga.” Pois é.

Parecia ser uma bomba. Tinha todo o jeito de ser uma bomba. Só que não era. Muito pelo contrário.

Tiger and Bunny é um anime fantasticamente bom. Tem uma boa história com doses saudáveis de humor, drama e ação e, principalmente, personagens carismáticos e bem construídos. Vou me permitir não fazer a sinopse (pois eu tenho pra mim que a maioria já sabe, afinal o anime não é tão novo assim) para ter mais tempo de discorrer sobre as impressões que tive desta série. Atenção, há spoilers (embora não sejam muito claros) daqui pra frente!

E aqui começo minha ode a Kotetsu “Tiger” Kaburagi, um dos personagens mais memoráveis de todos os tempos. Ele conseguiu o prodígio de se tornar um dos mais populares apesar de ser o total oposto do que costuma ser popular: não é jovem, nem bonito; é trapalhão, do tipo que tropeça nos próprios pés e sempre fala a coisa errada na hora errada; faz coisas erradas como apelar para a bebida para encarar seus problemas e quebrar promessas feitas para sua filha, uma menina de nove anos com quem ele praticamente só tem contato por telefone. Mesmo assim todo mundo ama o Wild Tiger.

É que Kotetsu, acima de tudo, tem um coração do tamanho do mundo. Já vi muitos fãs comentarem que ele é “igualzinho ao meu pai”. Tudo o que ele faz, é com a melhor das intenções. Ele tem uma integridade, uma fé em princípios que muita gente já se desiludiu e não crê mais, tanto no anime quanto na vida real, que chega a dar dó. Ao mesmo tempo, ele não é totalmente ingênuo como o Sky High, por exemplo. Nos momentos decisivos, Kotetsu revela-se um lutador astucioso. Curiosamente, apesar de suas trapalhadas (ou às vezes, por causa delas), foi sempre ele a descobrir “o X da questão” no correr da série: no episódio da bomba no elevador, no caso do Jake Martinez e do passado de Barnaby.

Outra coisa que me fascina no Wild Tiger é o seu design. Achei extremamente bem feito, embora deva ser um pesadelo para qualquer desenhista fazer o personagem em diferentes ângulos e poses, já que é bem complexo, cheio de detalhes. Dá pra perceber que a inspiração é um tigre: o formato do cabelo, o boné listrado, a barbicha esquisita remetem à imagem do animal.

kotetsu

Kotetsu T. Kaburagi, AKA Wild Tiger. Apesar das muitas reclamações da pequena Kaede, muitos fãs o consideram um “paizão”.

E, é claro, como não poderia deixar de ser, as anteninhas das fujoshi logo repararam que a relação entre Kotetsu e seu jovem parceiro, o rico, belo, inteligente, solitário e carente Barnaby Brooks Jr., dava pano para manga. (Não se preocupem, fãs do Bunny-chan, por que vou fazer um post separado só para falar dele assim como estou falando do Oji-san agora…)

Para começar, o apelido que Kotetsu põe no parceiro logo de cara: “Bunny” (“coelhinho” em inglês). Depois, tem os comentários: “Você não é nem um pouco fofo apesar de ser um coelhinho”. E ainda, as reações tipicamente tsundere do Barnaby: fala que não gosta do Kotetsu, que ele só atrapalha, que não dá para trabalhar com um parceiro assim, mas quando o homem se arrebenta só para ajudá-lo, fica todo emotivo e chora rios de lágrimas…

lágrimas

“Ei, você tem lindos cílios compridos…”

fried rice

“Eu estive treinando pra cozinhar cha-han pra você!”

E, pra botar mais lenha na fogueira, veio a entrevista com o staff do anime (não me lembro quem eram, apelei pra São Google mas não consegui achar o texto) em que perguntaram se era proposital o fato de que Barnaby parecia cada vez mais “feminino” e atraído pelo Kotetsu no correr da série, e eles disseram algo como “bem, o Kotetsu deve estar feliz, afinal se é bom ser atraente só para mulheres deve ser melhor ainda ser atraente para mulheres E homens – significa que você é atraente pra caramba!”

Nossa, tem muito mais que eu queria falar sobre o meu querido Oji-san, mas o tempo urge e o post está ficando longo… O próximo post vai focar no Bunny-chan e também mais um pouquinho sobre o relacionamento dos dois.

E, pra fechar com chave de ouro, mais algumas imagens inspiradoras para as fujoshi de plantão:

cuddle

Adoro esta fanart! O Bunny parece tão aconchegado nos braços do Tiger…

cha-han

A história do Bunny treinando pra cozinhar pro Tiger rendeu trocentos doujinshis… Achei muito fofo!

wedding

Não sei se por parecer mais “feminino”, o Bunny fica muito bem de vestido de noiva…

Como não estou conseguindo me entender com os controles do WordPress, segue abaixo a lista de links para a galeria das artistas que desenharam os belíssimos fanarts acima:

Tiger e Bunny aconchegados

Bunny servindo cha-han

Casamento de Tiger e Bunny

Yakko, over and out.